(+351) 221 140 070 / 915 424 402
Clínica Dentária no Porto - Contactos
(+351) 221 140 070 / 915 424 402
Bruxismo | Clínica Isabel Flores Allen

Muitas pessoas que sofrem de bruxismo só se apercebem da sua condição quando alguém diz que as ouviu ranger os dentes durante a noite. Outras, descobrem esta disfunção temporomandibular quando começam a acordar com dores na mandibula e na cabeça.

E outras ainda, tomam conhecimento do problema durante uma visita rotineira ao seu médico dentista, já que apresentam os dentes desgastados e/ou o esmalte rachado.

É verdade que, regra geral, este comportamento involuntário não costuma exigir grandes cuidados, mas em alguns casos pode efetivamente provocar danos nos dentes e em toda a musculatura da mandíbula, causando dores e mal-estar. Por isso, não arrisque!

 

Independentemente da causa, tipo ou período do dia em que costuma apertar e ranger os dentes, importa perceber que não há cura, mas há tratamento para o bruxismo! 

 

O que é bruxismo?

O bruxismo é uma disfunção temporomandibular que se caracteriza pelo apertar e ranger dos dentes de forma involuntária, seja durante o dia ou durante a noite.

Devido a uma aplicação de força excessiva sobre a musculatura mastigatória, o bruxismo pode causar danos à estrutura dentária e à estrutura de suporte à mastigação, ou seja, pode provocar desgaste nos dentes (que, por sua vez, pode deixar os dentes doloridos ou até mesmo soltos), mas também pode levar à destruição do osso circunvizinho e do tecido das gengivas, causando sérios problemas na articulação da mandíbula, como síndrome da articulação temporomandibular (ATM).

 

Se sofre de disfunção temporomandibular ou ATM, conheça os diferentes tratamentos que a Clínica Isabel Flores Allen tem à sua disposição para reduzir consideravelmente os sintomas de disfunção temporomandibular na sua arcada dentária e melhorar a oclusão dentária.

Quais os principais sintomas do bruxismo?

Embora as causas, tipos e graus de bruxismo possam variar de pessoa para pessoa, existem sintomas comuns à maioria dos casos de disfunção temporomandibular:

  • Ranger os dentes de forma audível;
  • Esmalte dos dentes gasto;
  • Dentes desgastados, partidos ou soltos;
  • Sensibilidade dentária;
  • Dor crescente nos dentes;
  • Dores no maxilar, pescoço ou rosto;
  • Dores de cabeça;
  • Músculos da mandíbula “presos”;
  • Insónia;
  • Transtornos alimentares;
  • Ansiedade, irritabilidade, stress e depressão.

 

Causas do bruxismo

Embora as causas exatas do bruxismo não sejam conhecidas, sabe-se que na maioria dos casos se trata de um problema do foro psicológico, embora existam outros fatores que podem desencadear a disfunção temporomandibular:

  • Stress, ansiedade, frustração e tensão;
  • Alinhamento anormal ou má oclusão dos dentes superiores e/ou inferiores;
  • Problemas do sono, como apneia;
  • Resposta à dor de ouvidos ou de dentes (principalmente em crianças);
  • Resposta a complicações em algumas doenças, tal como Huntington ou Parkinson;
  • Refluxo do ácido estomacal para o esôfago e para a boca;
  • Efeito secundário (muito raro) de alguns medicamentos psiquiátricos, nomeadamente certos antidepressivos;
  • Cafeína, nicotina, álcool e outras drogas também podem desencadear o bruxismo.

 

Tipos de bruxismo

Existem dois tipos de bruxismo - bruxismo diurno e bruxismo noturno - que como os seus próprios nomes indicam, têm lugar em diferentes momentos, bem como causas diferentes: enquanto o bruxismo diurno tem, normalmente, uma origem mais emotiva, o bruxismo noturno costuma estar relacionado com uma movimentação noturna ligada a um distúrbio do sono.

 

Bruxismo diurno

O bruxismo diurno é caracterizado pela atividade semi-voluntária da mandíbula que leva a pessoa a apertar dos dentes enquanto está acordada e a realizar as suas atividades habituais. Trata-se de uma espécie de tique ou hábito que se desenvolve como reação ao stress e ansiedade.

Normalmente, no bruxismo diurno não há ranger de dentes e por isso, muitas pessoas nem se apercebem que têm este distúrbio, até porque desconhecem que não é normal ter os dentes em contato durante a maior parte do dia: a posição maxilo-mandibular mais confortável é aquela em que os dentes superiores e inferiores ficam levemente separados.

 

Bruxismo noturno

O bruxismo noturno é caracterizado pela atividade inconsciente de ranger ou apertar os dentes, enquanto se está a dormir. Além de produzir um som bem audível, este distúrbio quando acontece durante o sono cria maiores tensões ao nível das articulações temporomaxilares, podendo desgastar os dentes e mandibulas e causar dores de cabeça, entre outros problemas.

 

Ao contrário do bruxismo diurno, que afeta maioritariamente as mulheres, o bruxismo noturno é um problema que afeta sobretudo crianças, mas que também pode atingir adultos de ambos os sexos.

Bruxismo

Bruxismo infantil

O bruxismo infantil ou bruxismo em crianças é bastante frequente. Se for detetado até aos 6 anos, sensivelmente, pode ser considerado de bruxismo fisiológico e como tal não exige preocupação de maior, pois o mais certo é diminuir e desaparecer naturalmente durante a adolescência. 

Ainda assim, se o bruxismo nas crianças ou bruxismo fisiológico é superado, na maior parte dos casos, quando a dentição de leite é substituída pela dentição definitiva, noutros mantém-se durante e depois da adolescência, causando desgaste nos dentes, dores musculares, dores de cabeça, etc.

E neste caso, o quadro de bruxismo infantil ou bruxismo fisiológico passa a bruxismo patológico (diurno ou noturno) e a exigir tratamento para evitar problemas dentários futuros e inclusive a modificação da estrutura óssea do rosto, causando um aumento da pressão craniana.

 

Tratamento para bruxismo 

O bruxismo é uma condição que não tem cura, mas tem tratamento! E esse tratamento para bruxismo visa minimizar ao máximo os possíveis efeitos negativos da condição para a saúde e estética dentária do paciente, e evitar assim desgaste, fraturas, doenças periodontais, sensibilidade dentária, mobilidade dos dentes e até mesmo problemas de articulação temporomandibular ou ATM.

Na verdade, os casos de bruxismo mais leves desaparecem com o tempo e não exigem tratamento. Mas o bruxismo mais severo ou disfunção temporomandibular requer intervenção terapêutica e/ou comportamental para não causar dores nem danos permanentes.

 

Deste modo, nalguns casos o tratamento pode passar por técnicas de relaxamento e/ou medicação para controlar a ansiedade de modo a reduzir a tensão e acabar com o hábito de apertar os dentes, principalmente durante o dia.

 

Noutros casos, pode ser necessário retificar a mordida, ou seja, melhorar a oclusão para que os dentes passem a ajustar-se bem na mordida, isto através de restaurações, coroas ou tratamentos de ortodontia. E noutros casos ainda, é prescrita a utilização de um aparelho para bruxismo.

Logo, como o tratamento do bruxismo varia consoante o caso, é importante a avaliação de um médico dentista, embora na maioria dos casos o aparelho para bruxismo ou placa de bruxismo seja a solução para reduzir a dor, evitar danos permanentes na boca e, claro, reduzir o ranger de dentes ao máximo.

 

Placa de bruxismo

A chamada placa de bruxismo ou aparelho para bruxismo nada tem a ver com a placa dentária ou aparelho ortodôntico convencional. Trata-se de um protetor bucal ou placa interoclusal feita à medida para encaixar nos dentes superiores (na maior parte dos casos) de forma a proteger os dentes do apertar ou ranger de dentes involuntário durante a noite. Este aparelho para bruxismo também pode ser usado durante o dia.

Existem diferentes tipos de aparelhos para bruxismo, em diferentes materiais e com diferentes funções, mas todos têm o mesmo objetivo: acabar com o bruxismo, limitando os movimentos dos músculos envolvidos na mastigação e reduzindo o atrito entre os dentes que provoca o desgaste.

 

Além disso, as placas para bruxismo também previnem os sintomas relacionados com a dor de cabeça, pois vão fazer com que a contração dos músculos faciais diminua, permitindo um relaxamento dos mesmos. 

Clínica Dentária no Porto - Drª Isabel Flores Allen Clínica Dentária no Porto - Drª Isabel Flores Allen