(+351) 221 140 070 / 915 424 402
Clínica Dentária no Porto - Contactos
(+351) 221 140 070 / 915 424 402
Dentes de Leite

Uma correta higiene oral é fundamental para o desenvolvimento dos dentes de leite dos mais pequenos. 

 

O que são dentes de leite?

Estes são o primeiro de dois conjuntos de dentes que nos nascem.

Tem tudo a ver com as fases de crescimento

Ao longo dos primeiros anos de vida, a boca de uma criança é mais pequena que a de um adulto. E, por isso, só existe mesmo espaço para um certo número de dentes.

Ou seja, primeiro nascem os dentes de leite, que serão 20. E só mais tarde vão nascer os dentes definitivos, que são 32. E ainda que apresentem uma composição algo semelhante aos dentes definitivos, o seu tamanho e formato vão ser um pouco diferentes, como veremos mais em baixo.

Os primeiros dentes acompanham as fases iniciais de crescimento dos mais pequenos e vão preparando o terreno para um futuro saudável.

 

Quando nascem os dentes de leite?

É logo nos primeiros meses que os dentes de leite começam a querer sair.

Normalmente, os primeiros dentinhos a manifestarem-se são os dentes incisivos.

Depois, o ritmo de crescimento mantém-se e, por volta dos três anos, já nasceram todos e, aos poucos, começam então a dar lugar à chamada dentição definitiva.

Por outras palavras, os primeiros dentinhos cumpriram a sua função e começam a cair.

 

Qual a função dos dentes de leite?

Apesar de cumprirem algumas funções fundamentais, podemos resumi-las a uma única:

estes são os dentes que preparam o caminho para um crescimento forte e saudável.

Orientam o aparecimento dos dentes definitivos e ajudam no desenvolvimento dos maxilares e, por isso, do formato da cara. 

Já se vê que merecem todo o cuidado do mundo! 

Mas, para além disso, são também responsáveis pelo correto desenvolvimento fonético, da fala, sendo também uma ajuda preciosa na transição dos alimentos líquidos, como o leite materno, para os sólidos, como a fruta essencial. Depois de cumpridas as suas funções, dizem adeus e começam a cair, tendo deixado a criança pronta para receber a sua dentição definitiva.

Consulta Odontopediatra

Quando e quantos dentes de leite caem?

Como não existe um manual de instruções, também não existe uma idade exata. No entanto, podemos dizer que os dentes de leite começam a cair por volta dos seis anos de idade

Depois do primeiro, vão todos caindo, ao longo do tempo, dando espaço para que nasçam dentes novinhos em folha: os dentes definitivos.

 

Como diferenciar os dentes de leite e permanentes?

Temos vindo a falar de como os dentes de leite caem. E essa é a sua principal diferença: estão preparados para isso mesmo.

Visualmente, a sua diferença nota-se através da sua cor. Por serem menos mineralizados do que os definitivos são mais brancos.

Isso torna-se particularmente claro quando uma criança apresenta uma dentição mista.

O seu esmalte é também mais fino do que o dente definitivo e, por isso, são também mais suscetíveis ao açúcar e ao aparecimento de cáries. Em seguida, vamos ver alguns cuidados que deve tomar em atenção, para evitar o aparecimento de cáries em crianças.

Por último, encontramos diferenças nas suas raízes, também elas mais finas. É assim por dois motivos: primeiro, porque foram mesmo criados para cair e não precisam de uma raiz tão robusta; e, depois, porque a sua raiz é mais fina, permite que os dentes definitivos tenham espaço para criarem as suas próprias raízes, nesse mesmo local.

Por tudo isto, há uma série de cuidados que devemos ter.

Cuidados com os dentes de leite | Higiene Oral

Cuidados a ter com os dentes de leite

Uma vez que é esperado que caiam, pode-se criar a perceção errada de que, sendo assim, a higiene oral deixa de ser tão importante.

Mas é bem pelo contrário. 

Em primeiro lugar, porque é desde cedo que podemos ensinar aos nossos mais pequenos a importância de uma higiene oral cuidada e falar com eles acerca de todas as vantagens que isso lhes trará ao longo da vida.

E em segundo lugar porque não só os dentes de leite mais branquinhos podem começar a ficar escuros, como podem começar a aparecer cáries.

É por isso que devemos dar uma importância extrema à prevenção e à higiene oral, mesmo nos mais pequenos. Logo com o primeiro dente.

Quando os primeiros dentes começam a aparecer, o processo pode provocar alguma dor no bebé, podendo mesmo levar ao aparecimento de febre, criar-lhe dificuldades em adormecer ou falta de vontade de comer.

Para aliviar estes sintomas, uma das recomendações é a massagem leve das gengivas do bebé com o dedo indicador e uma gaze esterilizada. 

À medida que vão crescendo e mais dentes vão aparecendo, sublinha a importância de uma higiene oral cuidada e opte por uma escova de dentes macia, de modo a não danificar as gengivas. 

Já as cáries podem ser evitadas através de uma alimentação cuidada, evitando os alimentos doces ou as bebidas açucaradas e optando por alimentos mais saudáveis ou com açúcares naturais, como a fruta.

Como complemento, ou sempre que tiver algum tipo de dúvidas, o acompanhamento regular por parte de um odontopediatra vai também ajudar a garantir um crescimento saudável dos mais pequenos e um sorriso naturalmente brilhante.

26.03.2021 Odontopediatria
Clínica Dentária no Porto - Drª Isabel Flores Allen Clínica Dentária no Porto - Drª Isabel Flores Allen