(+351) 221 140 070 / 915 424 402
Clínica Dentária no Porto - Contactos
(+351) 221 140 070 / 915 424 402
Saúde Oral na Gravidez

Muitas vezes, o cuidado com a saúde oral na gravidez é uma preocupação considerada supérflua, tendo em conta as dúvidas e preocupações mais naturais associadas ao período de gestação da mulher.

Afinal, durante cerca de nove meses, há muito para pensar, fazer e preparar antes de pais e mães se sentirem confortáveis o suficiente para receberem a criança de braços abertos.

Esquecer, por momentos, a saúde oral na gravidez pode até ser compreensível. Pelo menos, à primeira vista. Mas nada podia estar mais longe da realidade. 

Na verdade, ignorar as potenciais consequências de uma saúde oral na gravidez pouco cuidada pode até trazer-lhe mais apreensões e preocupações do que seria desejável, numa altura que é, por si só, mais stressante do que o normal.

 

Importância da Saúde Oral na Gravidez

A importância da saúde oral na gravidez está intimamente ligada à relação direta que se estabelece entre a saúde da mamã e a saúde do bebé, ainda na barriga.

A saúde oral produz efeitos na sua saúde, em geral. Naturalmente, o mesmo acontece durante o período de gestação. Se tivermos em conta o elo fisiológico que se estabelece entre a mãe e o feto em gestação, então a importância da saúde oral na gravidez torna-se mesmo prioritária: precisa cuidar da sua saúde oral durante estes nove meses, de modo a garantir a segurança e a saúde do bebé.

Embora exista informação disponível acerca dos mais variados assuntos relacionados com o dia a dia de uma mulher grávida, a saúde oral na gravidez é um tema menos explorado do que devia ser. Principalmente tendo em conta a sua importância.

Em casos mais graves, uma fraca saúde oral na gravidez pode mesmo dar origem a casos de diabetes ou pré-eclampsia.

Durante a gravidez, tenha em conta a regularidade com que visita a equipa médica que a acompanha: as idas ao médico dentista devem fazer parte desse compromisso.

Contudo, sabemos existirem alguns mitos em torno da saúde oral na gravidez. Vamos desconstruí-los?

 

Mitos e Verdades sobre a Saúde Oral na Gravidez 

Desde a ideia de que as mamãs perdem cálcio durante a gravidez até ao receio de que um tratamento dentário afeta o bebé, há muito que precisa de ser desmistificado acerca da saúde oral na gravidez.

Em seguida, veja algumas das questões mais comuns relacionadas com o tema e saiba como manter e reforçar a saúde oral na gravidez.

 

A grávida pode ir ao médico dentista? 

É claro que sim! Lembre-se que uma das condições para o acesso ao “cheque-dentista” disponibilizado pela Direção-Geral de Saúde é, precisamente, a gravidez.

A visita regular ao médico dentista é recomendada não só de modo a manter a saúde oral na gravidez, mas também para evitar que uma potencial infeção bacteriana se transfira para o resto do organismo.

No caso de estar a ser acompanhada pelo Serviço Nacional de Saúde, saiba que tem direito ao “cheque-dentista”.

 

Como funciona o “cheque-dentista”?

Para manterem a saúde oral na gravidez, as mulheres grávidas têm direito a três “cheques-dentista” que podem ser utilizados até 60 dias depois do parto.

Ao falar com o seu médico de família sobre a saúde oral na gravidez, este pode emitir o seu 1º “cheque-dentista”. Depois, basta escolher uma clínica dentista que tenha aderido ao programa, como é o caso da Clínica Isabel Flores Allen

Fale tanto com o seu médico de família como com o seu médico dentista de modo a obter todas as informações que precisa acerca destes “cheques-dentistas”.

Dentes fracos na gravidez

A ideia de que os dentes da grávida ficam mais fracos durante a gravidez é um mito da saúde oral na gravidez. Contudo, é um mito que nasce de uma situação real, mas parecida. 

O que realmente acontece é a possibilidade de o esmalte dentário enfraquecer, devido à corrosão provocada pelos ácidos do estômago que chegam até à cavidade oral devido aos enjoos e aos vómitos provocados pela gravidez.

Por sua vez, o enfraquecimento do esmalte pode também dar origem ao aparecimento de cáries. Se a isto associar um eventual desejo por alimentos menos saudáveis, como são os doces e as comidas gordurosas, o risco de cáries é amplificado.

Para reforçar a sua saúde oral na gravidez opte por uma escova de dentes mais macia e tome atenção aos alimentos menos saudáveis, fazendo um esforço para os evitar daí para a frente.

Sempre que tiver enjoos ou vómitos, deve bochechar de seguida com água e passado 30 minutos proceder à escovagem dos dentes.

 

O aumento da produção de hormonas favorece o aparecimento de lesões periodontais?

Durante a gravidez, o que realmente acontece é que o aumento da produção de hormonas, ou a alteração hormonal, potencia a secura da boca. Esta situação pode agravar a gengivite e, por isso, tornar mais suscetíveis a lesões periodontais que afetam a saúde oral na gravidez.

Ou seja, não existe uma relação direta de causa-efeito, mas deve tomar atenção ao possível inchaço das gengivas, mantendo os normais cuidados de saúde oral na gravidez.

 

É normal a gengiva sangrar na gravidez?

Esta é uma situação comum da saúde oral na gravidez, à qual chamamos gengivite gravídica. A condição ocorre em cerca de 65% das mulheres grávidas, principalmente a partir do segundo mês de gestação. 

É fruto do aumento do fluxo sanguíneo e da erosão provocada pelos ácidos do estômago que não só enfraquecem o esmalte dentário, como potenciam a erosão das gengivas. Por outras palavras, não é necessariamente um sinónimo de uma saúde oral na gravidez descuidada – é uma situação que pode ocorrer de forma natural. Para tratar a gengivite gravídica, deve visitar o médico dentista.

 

Gengivite e parto prematuro

A gengivite é um caso extremo de acumulação de bactérias nas gengivas que pode dar origem à periodontite. Naturalmente, quaisquer bactérias que se encontrem presentes na boca afetam a saúde oral na gravidez e tornam-se mais fáceis de se transferirem para o bebé e podem, de facto, provocar o nascimento prematuro.

Por isso mesmo se torna importante visitar um médico dentista durante o período de gravidez, nomeadamente durante a fase inicial, enquanto medida de prevenção e manutenção da saúde oral na gravidez.

 

Grávidas podem fazer raio-x?

Por vezes, a saúde oral na gravidez exige um raio-x ou um exame radiográfico oral. Desde que se adotem os cuidados necessários, como é o caso da utilização de aventais que ajudam a proteger a grávida dos níveis mínimos de radiação, as grávidas podem fazer raios-x.

 

Grávidas podem levar anestesia?

Para protegerem a sua saúde oral na gravidez, as grávidas podem levar anestesia. No entanto, deve ser uma anestesia local, cujos efeitos são seguros durante todo o período de gestação.

A saúde oral na gravidez é tão importante como a sua saúde, em geral.

É importante para a segurança e a saúde do seu bebé. Como vimos, a gravidez produz alterações ao nível fisiológico que produzem efeitos na saúde oral. Contudo, estes efeitos podem ser rapidamente tratados, uma vez que uma visita ao médico dentista é perfeitamente segura durante este período maravilhoso

17.06.2022 Saúde Oral
Clínica Dentária no Porto - Drª Isabel Flores Allen Clínica Dentária no Porto - Drª Isabel Flores Allen
Fale connosco

Fale connosco

Preencha os seus dados e entraremos em contacto consigo
* Campos de preenchimento obrigatório